Os investidores em ativos digitais encerram esta semana com o pé esquerdo. A maior criptomoeda do mundo derreteu cerca de 4% nas últimas 24 horas. O bitcoin (BTC) amanheceu nesta sexta-feira (5) cotado a US$ 55,421, por volta da 9h30.

Por volta das 4h52 (horário de Brasília), a moeda chegou a bater o menor patamar desde o final de fevereiro, operando em queda de 7,54%, aos US$ 54.308,01.

E não foi só o BTC. O mercado de criptomoedas, em conjunto, perdeu mais de US$ 170 bilhões em capitalização em apenas um dia.

Já o ethereum (ETH), a segunda moeda em volume de mercado, caiu 5,92% nas últimas 24h, aos US$ 2.949. Por volta das 4h52 (horário de Brasília), o ativo recuava a 10,32%, aos US$ 2.869,16.

As criptomoedas despencam devido à crise da exchange Mt. Gox, falida em 2014. Investidores temem que o pagamento de quase US$ 9 bilhões aos clientes da gestora provoque uma inundação de bitcoins no mercado.

Veja o desempenho das dez maiores criptomoedas do mundo hoje:

Nome Preço 1h% 24h% 7d%
Bitcoin BTC $55.460,23 0,37% -3,45% -9,91%
Ethereum ETH $2.948,96 0,49% -6,07% -14,57%
Tether USDT $0,9999 -0,01% 0,07% 0,11%
BNB BNE $486,37 1,47% -6,77% -15,85%
Solana SOL $130,95 1,44% -1,56% -10,25%
USDC USDC $1,00 0,01% 0,04% 0,04%
XRP XRP $0,4174 1,03% -7,40% -12,83%
Toncoin TON $7,03 2,31% -3,04% -8,37%
Dogecoin DOGE $0,1003 0,92% -8,95% -21,22%
Cardano ADA $0,3475 0,70% -10,32% -11,11%

Pressão no bitcoin: a crise da Mt. Gox

A gestora Mt. Gox entrou em falência há dez anos após ataques de hackers. Os invasores roubaram de 650 mil a 950 mil bitcoins, equivalente a US$ 59 bilhões nos preços atuais. 

O processo de falência da exchange foi marcado por uma série de atrasos e desafios legais. Agora, o reembolso aos credores da Mt. Gox deve começar neste mês.

Nesta manhã, o administrador judicial, Nobuaki Kobayashi, afirmou que já havia começado a fazer pagamentos em bitcoin e bitcoin cash para alguns dos credores. Segundo o comunicado, o reembolso está sendo realizado por meio de uma série de bolsas de criptomoedas.

Kobayashi ressaltou que os fundos restantes serão devolvidos aos investidores depois que uma série de condições forem atendidas. 

Dessa forma, os credores terão que esperar a confirmação da validade das contas registradas e a conclusão das discussões entre o administrador e as bolsas de criptomoedas.

De acordo com a Arkham Intelligence, firma de análises de blockchain, os administradores já transferiram 44.228 bitcoins, totalizando US$ 2,5 bilhões, para uma nova carteira.

O mercado reage negativamente com a perspectiva de que a injeção de tantos ativos dormentes podem gerar excesso de oferta no mercado.

Especialistas do setor projetam que os preços dos ativos digitais subam novamente no final deste ano, quando a pressão dos pagamentos da Mt. Gox diminuir.  

“A pressão de venda provavelmente não diminuirá nos próximos dias. O governo alemão ainda tem mais de US$ 2,3 bilhões em bitcoin, a Mt. Gox tem mais de US$ 8 bilhões e o governo dos EUA tem mais de US$ 12 bilhões. A direção do bitcoin nos próximos dias será determinada pela pressão de venda dos usuários da Mt. Gox”, disse Rachel Lin, CEO da plataforma de negociação SynFutures.

*Com informações do Estadão Conteúdo e CNBC

Fonte: SeuDinheiro

Share.