Na área da moeda comum, os custos dos salários por hora aumentaram 5,3%, enquanto o componente não salarial subiu 4,5%; alta foi maior no setor de construção

Os custos da mão-de-obra por hora trabalhada no primeiro trimestre de 2024 cresceram 5,1% na zona do euro e 5,5% na União Europeia, em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, conforme dados divulgados nesta segunda-feira (17) pelo Eurostat, o serviço de estatísticas da UE.

Conheça o Método Warren Buffet de avaliar empresas e saiba como interpretar os indicadores para fazer as melhores escolhas

Na área da moeda comum, os custos dos salários por hora aumentaram 5,3%, enquanto o componente não salarial subiu 4,5%. Foi observada uma alta nos salários de 4,8% na indústria, de 5,2% na construção e de 5,0% em serviços.

Continua depois da publicidade

Nos países onde as estatísticas estavam disponíveis, os maiores aumentos nos custos salariais no trimestre foram registrados na Romênia (+16,4%), Bulgária (+15,8%), Croácia (+15,3%), Polônia (+14,1%) e Hungria (+13,7%).

Outros dois Estados-membros da UE registraram aumento superior a 10%: Letônia (+12,7%) e Lituânia (+11,1%).

Fonte: InfoMoney

Share.