Yannis Stournaras, que preside do BC da Grécia, disse em entrevista que se o atual ritmo de crescimento econômico continuar, é provável que os preços ao consumidor sejam um pouco maiores do que a previsão

Frankfurt (Reuters) – É “muito provável” que o Banco Central Europeu reduza as taxas de juros apenas três vezes este ano, uma vez que o crescimento econômico mais forte do que o esperado sustenta a inflação, disse o membro do BCE Yannis Stournaras em uma entrevista a um veículo de comunicação grego.

O BCE praticamente prometeu começar a reduzir os custos dos empréstimos ante os atuais recordes em junho, mas o caminho a seguir tornou-se mais incerto nas últimas semanas.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

Continua depois da publicidade

Stournaras, autoridade mais flexível e que esteve entre os primeiros a pedir um corte nas taxas em junho, disse que uma recuperação econômica no primeiro trimestre do ano tornou três cortes mais prováveis do que quatro.

“Com base nesses dados, agora consideramos os três cortes nas taxas de juros em 2024 como o cenário mais provável”, disse o presidente do banco central grego ao site de notícias local Liberal.gr.

“Se esse ritmo de crescimento econômico continuar, é provável que o crescimento dos preços ao consumidor seja um pouco maior do que nossa previsão de março, mas sem comprometer a meta de 2% em meados de 2025”, acrescentou.

Continua depois da publicidade

Ele acrescentou que um segundo corte em julho era “possível” e que as opções após o verão permaneciam abertas.

Fonte: InfoMoney

Share.