A inflação nos Estados Unidos “parece estar diminuindo” e isso deve permitir que o Federal Reserve corte a taxa básica de juros ainda este ano, disse o presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, em um texto de política monetária divulgado nesta quinta-feira (27).

Após a preocupação de que a inflação pudesse estagnar em um nível elevado, Bostic disse que os dados recentes apontam para um progresso renovado, incluindo o fato de que a parcela de bens e serviços que aumentam a uma taxa anual superior a 5% caiu para menos de 20% — mais parecida com o que era antes da pandemia da Covid-19 e semelhante à parcela observada quando a inflação estava desacelerando rapidamente no ano passado.

“Está se movendo na direção certa”, disse Bostic sobre uma métrica que ele destacou como uma de suas pedras de toque para a batalha do banco central dos EUA contra a inflação, que atingiu o pico de 40 anos em 2022.

Continua depois da publicidade

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas 

Bostic disse que, na situação atual, “continuo a acreditar que as condições provavelmente exigirão um corte na taxa básica no quarto trimestre deste ano”. Em comentários posteriores a repórteres, ele disse que um dos motivos para ser “paciente” com esse corte inicial é que ele ocorrerá depois que a inflação estiver em um caminho claro de volta para 2%, e pode ser visto como o primeiro de uma série de reduções.

“Não estou preso a nenhum caminho de política monetária específico”, disse Bostic. “Há cenários plausíveis em que mais cortes, nenhum corte ou até mesmo um aumento poderiam ser apropriados. Deixarei que os dados e as condições sejam meu guia.”

Fonte: InfoMoney

Share.