O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,09% em maio, desacelerando ante a alta de 0,33% de abril, mas ganhando força em relação ao acréscimo de 0,04% observado na terceira quadrissemana do mês passado, segundo dados publicados nesta terça-feira (4) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O resultado de maio veio dentro das estimativas de instituições de mercado consultadas pelo Projeções Broadcast, que variavam de baixa de 0,12% a alta de 0,20%, mas superou a mediana, de +0,05%.

Entre janeiro e maio, o IPC-Fipe acumulou inflação de 1,61%. No período de 12 meses até maio, o índice avançou 2,66%, vindo praticamente em linha com o esperado.

Continua depois da publicidade

No quinto mês de 2024, os sete componentes do IPC-Fipe subiram em ritmo mais fraco ou passaram a cair: Habitação (de 0,14% em abril a 0,02% em maio), Alimentação (de 0,40% a 0,28%), Transportes (de 0,74% a 0,01%), Despesas Pessoais (de 0,16% a -0,14%), Saúde (de 0,84% a 0,65%), Vestuário (de 0,11% a -0,06%) e Educação (de 0,02% a 0,01%).

Fonte: InfoMoney

Share.