O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços dos Estados Unidos caiu pelo terceiro mês consecutivo em abril, de 51,7 em março para 51,3 no mês passado, informou nesta sexta-feira (3) a S&P Global.

Com isso, o PMI composto, que combina os resultados de indústria e serviços, caiu de 52,1 em março para 51,3 em abril, mas permaneceu acima da linha neutra de 50,0 pelo 15º mês consecutivo.

Segundo a pesquisa, houve a primeira redução de novos negócios de serviço em seis meses, associada pelas empresas à relutância dos clientes em gastar ou comprometer-se com novos projetos. Em alguns casos, esta hesitação foi atribuída às elevadas taxas de juro.

Continua depois da publicidade

Para Chris Williamson, economista -chefe de negócios da S&P Global Market Intelligence, a desaceleração em abril apontando para um início lento do segundo trimestre para a economia dos EUA.

“Juntamente com um arrefecimento na taxa de crescimento da produção industrial, o desempenho mais fraco do setor dos serviços significa que a atividade empresarial global cresceu em abril à taxa mais lenta registada até agora neste ano”, comentou em nota.

Para ele, aos níveis atuais, o PMI indica que o PIB americano está se expandindo a uma taxa anualizada modesta, de aproximadamente 1,5% até agora no segundo trimestre.

Continua depois da publicidade

Ainda segundo Williamson, do ponto de vista da inflação, a pesquisa de abril trouxe boas notícias, pois os preços cobrados pelos serviços subiram a uma taxa muito reduzida, registando um dos menores aumentos observados nos últimos quatro anos.

Fonte: InfoMoney

Share.