Imagina perder o valor de mercado inteiro de uma empresa como a Hapvida (HAPV3), por exemplo, em apenas um dia? Foi justamente o que aconteceu com a Petrobras (PETR4) nesta quarta-feira (15) na esteira da demissão do presidente da estatal, Jean Paul Prates

A petroleira encerrou o dia valendo R$ 34 bilhões a menos — o equivalente ao valor de mercado da Hapvida — saindo de R$ 543 bilhões para R$ 509 bilhões ao final da sessão de hoje. 

As ações preferenciais PETR4 fecharam o pregão com uma queda de 5,58%, cotadas a R$ 38,48. No ano, o papel acumula uma valorização de 10,8% e, em 12 meses, de 83%. 

  • Gigantes estatais têm os bastidores revelados. Ex-líderes se reúnem e “abrem o jogo” sobre experiência na Petrobras, Eletrobras e Caixa. Descubra tudo ao vivo, participando do evento “Elas Revolucionaram as Estatais” no dia 28/05.  Retire seu ingresso gratuito aqui.

Já as ordinárias PETR3 recuaram 6,64%, cotadas a R$ 40,08. Em 2024, as ações têm ganho de 9,9%, com uma valorização de 9,72% em 2024 e de 69,92% em 12 meses.

No pior momento do dia, as ações preferenciais chegaram a cair mais de 8% e as ordinárias perto de -10%.

O Ibovespa, que não conseguiu pegar carona nos ganhos de Nova York após dados de inflação melhores do que o esperado, terminou o dia com queda de 0,38%, a 128.027,59 pontos. O dólar à vista encerrou o dia cotado a R$ 5,1367 na venda, em leve alta de 0,12%.

PETROBRAS desabando: TUDO o que você PRECISA SABER e o que você DEVE fazer com PETR4 e PETR3 agora

A dança das cadeiras surpresa

Os investidores acordaram nesta quarta-feira (15) com a notícia de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva demitiu Jean Paul Prates da Petrobras na noite anterior. 

A decisão pegou muita gente de surpresa já que Prates havia conseguido passar por um processo de fritura após desgastes com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e obtido a liberação de 50% dos dividendos extraordinários retidos em março na reserva de remuneração da estatal. 

A demissão de Prates ocorreu um dia depois da divulgação do balanço do primeiro trimestre da Petrobras e do anúncio do pagamento de dividendos ordinários da companhia. 

Magda Chambriard foi indicada pelo Ministério de Minas e Energia para o lugar de Prates no comando da estatal. 

Antes que Chambriard assuma, no entanto, o conselho de administração da Petrobras nomeou nesta quarta-feira (15) Clarice Coppetti como presidente interina após aprovar o encerramento antecipado do mandato de Prates.

Coppetti, diretora executiva de Assuntos Corporativos da Petrobras, ficará no cargo até a eleição e posse da nova presidente.

Fonte: SeuDinheiro

Share.