O teste de fogo de Joe Biden tem dia e hora marcada: será nesta sexta-feira (5), às 21h (de Brasília), quando irá ao ar nas plataformas ABC News a primeira entrevista que o presidente dos EUA concederá após o debate desastroso contra Donald Trump

O fraco desempenho de Biden no primeiro confronto contra o republicano pelas eleições de 5 de novembro alimentou questionamentos sobre a capacidade de o presidente norte-americano continuar no comando da maior economia do mundo. 

Na entrevista desta noite, ele terá a chance de mostrar ao país que tem condições para mais quatro anos de mandato — ou afundar sua campanha de vez e abrir caminho para um substituto democrata. 

  • VOCÊ JÁ DOLARIZOU SEU PATRIMÔNIO? A Empiricus Research está liberando uma carteira gratuita com 10 ações americanas pra comprar agora. Clique aqui e acesse.

Os holofotes sobre Biden

Biden será entrevistado pela ABC News como parte de uma série de eventos na próxima semana com o objetivo de mostrar aos norte-americanos que ele ainda tem resistência para vencer Trump nas eleições de novembro e governar os EUA. 

Embora Biden — que já deu centenas de entrevistas em décadas de vida pública — insista que permanecerá na disputa e que sua saúde não é frágil, ele está sob pressão de alguns democratas para se afastar e abrir caminho para a vice-presidente Kamala Harris entrar na corrida à Casa Branca. 

Um vários doadores e líderes empresariais estão manifestando descontentamento em público, suspendendo o financiamento ou analisando possíveis alternativas dentro do Partido Democrata — até mesmo aliados mais próximos de Biden, incluindo a ex-presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, levantaram questões sobre a sua saúde.

Algumas pesquisas de opinião pública mostraram que Trump aumentou a vantagem sobre Biden desde o debate, enquanto um levantamento Reuters/Ipsos revelou que um em cada três democratas quer que Biden desista da disputa.

‘PENSEI QUE SERIA AQUELE FAMOSO 7X1’: TRUMP OU BIDEN, QUEM SAIU GANHANDO NO DEBATE? VEJA DESTAQUES

A entrevista, um teste de fogo

A Casa Branca culpou um resfriado pelo desempenho instável de Biden no debate contra Trump e o próprio Biden citou o jet lag devido às viagens consecutivas à Europa.

Por isso, a entrevista da ABC é considerada um teste de fogo, já que oferece a possibilidade de comentários improvisados ​​de Biden, que depende muito do uso de um teleprompter — um equipamento que espelha o texto que será falado — para as observações públicas.

Nas cerimônias do feriado de 4 de julho no gramado sul da Casa Branca, na noite de quinta-feira (3), Biden respondeu rapidamente quando alguém gritou para ele “continuar a lutar”.

“Você me pegou, cara”, respondeu Biden. “Eu não vou a lugar nenhum.”

*Com informações da Reuters e da ABC News

Fonte: SeuDinheiro

Share.