A Dexxos (DEXP3), empresa do setor de materiais de construção, divulgou seus resultados do primeiro trimestre de 2024, apresentando uma queda no lucro líquido em comparação com o mesmo período de 2023.

O lucro líquido recorrente foi de R$ 27,0 milhões, uma variação negativa de 75,32%. Já o resultado líquido recorrente pró-forma, incluindo parte da Dexco da LD Celulose, foi de R$ -3,7 milhões, ante lucro de 152,4 milhões de um ano antes. No contábil, empresa teve prejuízo de R$ 35,1 milhões, revertendo lucro de R$ 154,3 milhões.

No que se refere ao Ebitda, o resultado foi de R$ 441,7 milhões para o ajustado e recorrente, representando uma variação positiva de 25,8% em relação ao 1T23. A margem Ebitda passou de 20,5% no 1T23 para 22,8,0% no 1T24, uma alta de 2,3 pontos percentuais.

Continua depois da publicidade

Saiba mais:

Confira o calendário de resultados do 1º trimestre de 2024 da Bolsa brasileira

Temporada de balanço do 1º tri ganha força: em quais ações e setores ficar de olho?

Continua depois da publicidade

Dexxos (DEXP3): resultados

Para explicar o desempenho do lucro líquido, a Dexxos apontou alguns fatores. A receita líquida teve uma expansão anual de 13,1%, impulsionada pelo bom desempenho em todas as divisões, especialmente na divisão de Madeira, que apresentou resultados sólidos no segmento de painéis e negócios florestais.

Além disso, houve uma melhora no mix de produtos em Metais e Louças e um maior volume de mercado em Revestimentos. Outro aspecto relevante foi o efeito da variação do valor justo dos ativos biológicos e exaustão, relacionados ao preço da madeira no mercado.

No que diz respeito ao Ebitda, a empresa alegou que o resultado foi impactado por eventos não recorrentes, como a variação do valor justo do ativo biológico.

Continua depois da publicidade

A empresa pontuou o desempenho das unidades de negócio, com destaque para a divisão de Madeira, que apresentou um crescimento de 17,5% nas vendas de painéis.

As despesas com vendas tiveram um aumento de 19,9%, enquanto as despesas gerais e administrativas foram reduzidas em 12,8%.

Diante do cenário econômico brasileiro, a Dexxos destacou que houve sinais levemente mais positivos, como cortes na taxa básica de juros e redução dos índices de inadimplência.

Continua depois da publicidade

No entanto, esses efeitos ainda não se refletiram nos resultados da empresa devido ao patamar elevado nos estoques da cadeia de construção.

A empresa permanece focada em maximizar a rentabilidade, controlar custos e investimentos em meio a um cenário incerto.

(Reportagem escrita com auxílio de inteligência artificial. Edição: Rodrigo Petry)

Fonte: InfoMoney

Share.