O Ibovespa Futuro opera em forte baixa nos primeiros negócios desta quinta-feira (9), com investidores repercutindo a forte divisão entre as autoridades do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central sobre o ritmo afrouxamento monetário, além de detalhes do comunicado que veio junto com a reunião.

O BC decidiu na véspera fazer um corte de 0,25 ponto percentual na taxa Selic, para 10,50% ao ano, em linha com o esperado pela maior parte do mercado. A autarquia também abandonou ainda sua indicação sobre o futuro dos juros básicos.

De acordo com o comunicado, a decisão foi apoiada pelo presidente Roberto Campos Neto e os diretores Carolina Barros, Diogo Guillen, Otávio Damaso e Renato Gomes. Indicados pelo governo Lula, Ailton de Aquino, Gabriel Galípolo, Paulo Picchetti e Rodrigo Teixeira votaram por uma redução maior, de 0,50 ponto percentual.

Continua depois da publicidade

Para Luca Mercadante, economista da Rio Bravo, as novidades no comunicado do Copom ressaltam o ambiente mais incerto no exterior e no cenário fiscal brasileiro. Essa incerteza fez com que o BC fosse contra a comunicação anterior e decidisse cortar menos os juros do que o sinalizado no comunicado anterior, para agora um corte de 25 pontos-base, algo que já era precificado pelo mercado.

Na seara política, o presidente Lula anuncirá às 10h30 medidas relacionadas ao Rio Grande do Sul, enquanto Fernando Haddad, ministro da Fazenda, dará entrevista ao Estadão a partir das 15h.

Baixe uma lista de 11 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos

Continua depois da publicidade

Às 9h13, o índice futuro com vencimento em maio caia 1,21%, aos 129.320 pontos.

Em Wall Street, índices futuros operam com baixa, após o Dow Jones registrar seu sexto dia consecutivo de ganhos. Na frente de dados, investidores aguardam pedidos semanais de seguro-desemprego, com consenso LSEG prevendo 215 mil solicitações.

Nesta manhã, Dow Jones Futuro caia 0,17%, S&P500 recuava 0,13% e Nasdaq Futuro tinha baixa de 0,16%.

Continua depois da publicidade

De volta ao cenário nacional, entre as empresas, são esperados os números do primeiro trimestre de Magalu, CSN, Suzano, CPFL, Sabesp e B3, entre outros.

Ibovespa, dólar e mercado externo

O dólar à vista opera com alta de 0,94%, cotado a R$ 5,138 na compra e R$ 5,139 na venda. Já dólar futuro (DOLFUT), subia 1,01%, indo aos 5.148 pontos.

No mercado de juros, os contratos futuros operam com forte alta, em movimento de ajuste após decisão de juros do Copom na véspera. O DIF26 subia 0,15 pp, a 10,60%; DIF27, +0,22 pp, a 10,78%; DIF29 +0,27 pp, a 11,54%; DIF31, +0,30 pp, a 11,79%.

Continua depois da publicidade

Os preços do petróleo registram ganhos nesta quinta-feira, com a redução dos estoques de petróleo bruto nos EUA sinalizando uma oferta mais restrita e em meio a esperanças crescentes de que o Fed reduzirá as taxas de juros até o final do ano.

 Por outro lado, as cotações do minério de ferro na China fecharam no vermelho, pressionadas pela demanda mais fraca por aço, à medida que as necessidades de armazenamento diminuíram após o feriado do Dia do Trabalho na China.

Os mercados asiáticos fecharam sem direção única, com as da China continental e de Hong Kong se fortalecendo após dados chineses de comércio exterior melhores do que o esperado. Tanto os negócios na China quanto os de Hong Kong foram impulsionados por ações do setor imobiliário e de semicondutores.

Continua depois da publicidade

Em abril, as exportações da China tiveram expansão anual de 1,5%, um pouco maior do que se esperava, após caírem significativamente no mês anterior. Já as importações chinesas saltaram 8,4% em abril, bem mais do que se previa.

Os mercados europeus operam mistos na sessão de hoje, com investidores repercutindo a decisão sobre juros do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). O BoE decidiu manter sua taxa básica de juros em 5,25%, após concluir a reunião de política monetária. A decisão do BoE de manter os juros pela sexta reunião seguida veio em linha com a expectativa de analistas.

Fonte: InfoMoney

Share.